O prazer de assistir a um filme na segunda fileira do cinema

themaster1

Tirando o fato de que cinema não é restaurante ou fast food, tampouco sala de bate-papo, não existe um manual para se assistir filmes onde eles devem ser vistos – no cinema, claro. Uns tiram os sapatos, outros estiram-se nas cadeiras.

Com a tática moderna de se escolher poltronas no momento da compra do bilhete, criou-se, no entanto, um pensamento comum a boa parte do público: o melhor lugar disponível é aquele mais ou menos no centro da sala, nem tão próximo, mas não distante da tela. Continuar lendo

Mas, afinal, o que é o cinema?

kids-cinema

“O cinema não deveria entrar no museu, nem integrar instalações. O museu, como o teatro, é a sociedade burguesa. O cinema é uma arte popular, ele exige a sala escura, na qual podemos nos esconder num canto, onde estamos protegidos pela escuridão, onde não há entreato, nem coquetel, nem casacos de pele, nem olhares – salvo aqueles que circulam entre a tela e os espectadores.

E, quando o filme termina, e as luzes ainda não estão acesas, nós nos levantamos e vamos embora.”

Eugenio Renzi

Homenagear a Sétima Arte é o principal objetivo deste blog, que funcionará como um complemento ao meu trabalho no Cinefilia. O cinema é algo muito grande para não ser discutido, debatido, amado, compartilhado.

Samuel Fuller estava certo: “O cinema é um campo de batalha: amor, ódio, ação, violência, morte… em uma palavra: emoção”.