Detalhes de um mestre – Tempestade Sobre Washington (1962), de Otto Preminger

Preminger durante as filmagens de Advise and Consent

O Cinefilia de fevereiro traz um especial sobre a obra de Otto Preminger – com dois textos meus, aliás. Para seguir as homenagens a esse gênio austríaco que construiu a carreira nos Estados Unidos, aprofundo a análise que fiz de Tempestade Sobre Washington (confira aqui), quinta-essência do modo premingeriano de se filmar. Na verdade, este post serve mais para mostrar, na prática, o modo único usado pelo diretor para a construção dos elementos de uma cena, a mise en scène.

Continuar lendo

Anúncios

Detalhes de um mestre – Cão Branco (1982), de Samuel Fuller

whitedog1

Terceiro post no blog, terceira citação a Samuel Fuller. Não é por menos: o diretor possui uma obra vigorosa, que fala diretamente aos sentidos do espectador. Lutou na Segunda Guerra Mundial, participando de diversas ofensivas contra alemães e italianos; na hora de filmar, postava a câmera como se estivesse em mais uma batalha, pronto para desnudar toda a hipocrisia moral e social existente na raça humana. Seus filmes são força bruta, mas não somente isso: são exemplos técnicos, de como enquadrar, movimentar, narrar por imagens.

Continuar lendo

Detalhes de um mestre – Suspeita (1941), de Alfred Hitchcock

suspicion

Nem só de grandes sequências vive o cinema do Alfred Hitchcock – como aquela em que Cary Grant é perseguido por um avião em Intriga Internacional, o clímax de Pacto Sinistro no parque de diversões ou ainda o assassinato de Marion Crane em Psicose, para ficar em alguns. Muito de sua qualidade vem do cuidado em revelar informações e sentimentos com sutileza, surpreendendo o espectador ao utilizar um movimento de câmera inesperado ou um enquadramento específico.

Continuar lendo