Hitchcock inglês

blackmail1

O primeiro trabalho de Alfred Hitchcock nos Estados Unidos foi Rebecca, A Mulher Inesquecível, sucesso de público e crítica que faturou o Oscar de Melhor Filme em 1941. Antes de sair da Inglaterra, sua terra natal, porém, Hitchcock já era um diretor de renome. Sua “fase inglesa” não se compara em qualidade aos clássicos americanos dos anos 1950 e 1960, claro. Mas aquele olhar único e diferenciado para os elementos cênicos estava lá desde o começo.

Continuar lendo

Retomando

Um pequeno hiato de postagens, mas neste novo ano as coisas seguem. Aos poucos, pretendo resgatar textos postados nas antigas versões do Cinefilia e colocá-los aqui, juntamente com as resenhas e comentários comuns a este espaço.

Enquanto isso tudo não vem, observações sobre os filmes já vistos em 2012:

Continuar lendo

Detalhes de um mestre – Suspeita (1941), de Alfred Hitchcock

suspicion

Nem só de grandes sequências vive o cinema do Alfred Hitchcock – como aquela em que Cary Grant é perseguido por um avião em Intriga Internacional, o clímax de Pacto Sinistro no parque de diversões ou ainda o assassinato de Marion Crane em Psicose, para ficar em alguns. Muito de sua qualidade vem do cuidado em revelar informações e sentimentos com sutileza, surpreendendo o espectador ao utilizar um movimento de câmera inesperado ou um enquadramento específico.

Continuar lendo